DROGAS APREENDIDAS NO ULTIMO MÊS PELA POLICIA NESTE ANO NO CEARÁ É SUPERIOR AS APREENSÕES DO ANO DE 2019, APONTA SSPDS

EM APENAS UM MÊS, FORAM 5.290,32 QUILOS DE MACONHA, COCAÍNA E CRACK RECOLHIDOS PELOS AGENTES MUNICIPAIS, ESTADUAIS E FEDERAIS QUE ATUAM NO ESTADO.

DROGAS APREENDIDAS NO ULTIMO MÊS PELA POLICIA NESTE ANO NO CEARÁ É SUPERIOR AS APREENSÕES DO ANO DE 2019, APONTA SSPDS
Apreensão de drogas em setembro deste ano no Ceará foi superior a todo o ano de 2019.

As apreensões de drogas em setembro de 2020 nas delegacias de todo o Ceará estabeleceram um novo recorde no Estado, segundo a Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Conforme a Pasta, em apenas um mês, foram 5.290,32 quilos de maconha, cocaína e crack recolhidos pelos agentes municipais, estaduais e federais. Setembro também é o mês com a maior quantidade de drogas apreendidas desde 2013, quando o levantamento começou a ser contabilizado pela SSPDS. Além disso, os nove primeiros meses de 2020 já acumulam 7.097,31 quilos de drogas apreendidas, chegando próximo ao acumulado de 2017, quando foram apreendidos 7.280,33 quilos de entorpecentes nos 12 meses do ano. Segundo a SSPDS, a maior apreensão de setembro de 2020 aconteceu em Aquiraz, quando policiais militares apreenderam 4,21 toneladas de maconha prensada. Combate ao tráfico de drogas O aprofundamento das investigações pelas delegacias da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), conforme a SSPDS, tem como foco os responsáveis pelo fornecimento, negociação e transporte dos materiais ilícitos. Além disso, três unidades da Polícia Civil foram designadas para reforçarem a troca de informações que serão alimentadas pelas apurações sobre o comércio de drogas no Ceará. São elas: a Delegacia de Narcóticos (Denarc), a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). "Já determinei a Polícia Civil do Ceará uma intensificação na repressão ao tráfico de drogas aqui no Estado, uma vez que dentro de todo esse trabalho maior que é feito de combate aos grupos criminosos que vêm atuando aqui no Estado, reprimir o tráfico de drogas significa cortar a principal fonte de financiamento desses grupos. Com menos recursos, eles terão obviamente maior dificuldade em atuar, representando num ganho para segurança pública dentro desse trabalho de repressão aos grupos criminosos, e na melhora na segurança pública do Ceará", ressalta o secretário da segurança pública, Sandro Caron.

DROGAS INCINERADAS:

Cerca de 5,5 toneladas de drogas estão sendo incineradas na manhã desta sexta-feira (16), em Aquiraz, município da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A ação é a maior queima de entorpecentes feita neste ano no Ceará. O material ilícito é o montante de apreensões realizadas desde 2015 por órgãos de segurança. De acordo com a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), serão incinerados, em uma cerâmica de Aquiraz, 5,1 toneladas de maconha, 7,9 kg de crack, 83,1 kg de cocaína, 244,2 kg de mineíta (pó utilizado na mistura de cocaína), 84 comprimidos psicotrópicos, 123 micropontos de LSD e  18 litros de "loló".

Informações do Jornal O Povo/ Por Franciólli Luciano Jornalista reg. Nº n 0003901. /franciolliluciano@yahoo.com.br Zap (88) 993370574.